• Carlos Rio

"Esquilices"

Atualizado: 10 de Abr de 2019

Os Esquilos-vermelhos são animais muito simpáticos! Já tive a oportunidade de os fotografar bastantes vezes desde o Estuário do Cávado até aos Pirinéus, Espanha! Nunca sabemos que tipo de indivíduo temos pela nossa frente: se é um dos que foge mal sente a nossa proximidade, que é o mais normal, ou se é um daqueles mais atrevidos que parece que nos provoca! Das centenas de fotografias que tenho desta espécie, as seguintes fotos representam simplesmente momentos diferentes e pouco comuns.


Este teve o descaramento de me desafiar no observatório do passadiço do estuário do Cávado! Atento ao que se passava no rio, espreitava na janela do observatório quando ouvi o que me pareceu um gato ou um cão a aproximar-se fazendo ruído com as unhas na madeira do passadiço! Olhei para trás e estava o Esquilo parado a cerca de três metros de mim a olhar-me fixamente... Ficamos a jogar ao sério uns dois minutos até que resolvi tirar a máquina do tripé para o fotografar e é nesse momento que o animal resolve fazer uma saída estratégica e recua uns metros como se me quisesse dizer: "Gosto mais desta pose".


Ainda no estuário do Cávado, no abrigo para fotografar o Guarda-rios, fui surpreendido por um Esquilo a brincar na água! Primeiro ouvi um grande barulho em cima do abrigo que atribuí a umas Pegas que estavam há minutos por ali numa grande algazarra. Depois vejo o Esquilo a "voar" do abrigo para água e foi aí que percebi que as Pegas estavam inocentes! Andou na água largos minutos a correr de uma margem para a outra (ali distanciadas entre si não mais do que 15 metros) e de vez em quando a parar no meio do canal para apreciar a paisagem. Permitiu-me fazer fotos bem interessantes!


Este amigo foi fotografado a mais de mil metros de altitude, nos Pirinéus, em Espanha. O curioso nesta fotografia é que nunca se incomodou com o Pica-pau-malhado-grande que lhe veio fazer companhia no almoço. Quando há fartura...


Este registo feito na floresta de folhosas entre Fão e Apúlia, que enquanto fotografia ainda é menos interessante do que as anteriores, parece que mostra um Esquilo com medo das alturas! Estava ali como eu quando me obrigaram a subir a um obstáculo na recruta: aterrorizado! Não se mexia para lado nenhum e esteve com aquele olhar de medo largos minutos. Ainda pensei que fosse por minha culpa apesar de estar escondido. Afastei-me lentamente, tentando que não me visse e, mesmo assim, comigo já bem longe, ainda ficou uns dez minutos nesta posição.... E subiu!!!